In news

A FAA divulgou o relatório anual “Aerospace Forecast Report” alusivo aos anos fiscais 2017 a 2037 e pela primeira vez uma nova parte desta previsão, considerada chave, concentra-se no crescimento do uso dos sistemas de aeronaves não tripuladas (UAS).

Prevê que a frota de UAS de utilização particular de pequeno porte ultrapassará o triplo, passando de um número estimado de 1,1 milhões de aeronaves no final de 2016 para mais de 3,5 milhões de unidades até 2021, representando uma taxa média de crescimento anual de 26,4%.

Quanto aos drones de utilização comercial, a FAA prevê que os números irão depender do “ambiente regulatório” e que a frota de 42.000 aeronaves não tripulados do país no final de 2016 poderá subir para uma frota de 442.000 aeronaves não tripulados até 2021, o que representa uma taxa de crescimento médio anual de 58.6%.

A FAA refere ainda que o número de pilotos remotos (ou seja, operadores de drones comerciais) pode aumentar de 20.362 no final de 2016 para 281.300 em 2021 – o que representa uma taxa média de crescimento anual de 69,1%.

Apresenta-se a seguir a informação referente aos drones contida neste relatório:

faa-forecast-unmanned_aircraft_systems
Share This