No passado sábado 17 de fevereiro decorreu, na Azambuja, a apresentação da empresa Alfaragri, uma jovem empresa – desde sempre sócia da APANT – cuja atividade se foca na agricultura de precisão com drones na aplicação de produtos fitossanitários.

A utilização de aeronaves não tripuladas (ANT) em agricultura de precisão é uma tecnologia cuja implementação permite proporcionar uma revolução na aplicação de fitossanitários, como a aplicação mais localizada dos fertilizantes reduzindo as quantidades usadas e melhorando as culturas e a consequente redução de custos inerentes aos fertilizantes; um claro impacto positivo em termos ambientais reduzindo o número de fertilizantes e ainda a otimização da quantidade e qualidade do trabalho dos agricultores – culminando, naturalmente, no aumento das suas margens de lucro.

Estas vantagens foram amplamente referidas pelos sócios fundadores da Alfaragri, Alexandre Almeida e Ricardo Regueira, cuja empresa contará em breve com dois novos modelos da empresa Joyance, o JT-606 com 15 e 10 litros de carga, este último com pulverizador eletrostático, com os que pretendem cumprir com as expectativas dos seus clientes.

A APANT esteve naturalmente presente neste evento, no sentido de suportar o desenvolvimento do setor das ANT, bem como promover o meritório trabalho desenvolvido pelos seus associados, tendo assistido com satisfação ao destaque, pela empresa, dos tópicos relativos à segurança, ao cumprimento da legislação em vigor, à formação e à profissionalização do setor, apanágio da APANT e de todas as suas comunicações.

Para conhecer melhor o trabalho desta empresa que promove e desenvolve a agricultura de precisão com aeronaves não tripuladas, recomendamos a visita da página web da Alfaragri: www.alfaragri.pt