By
 In news

A Associação Portuguesa de Aeronaves Não Tripuladas (APANT), associação sem fins lucrativos, foi criada em maio de 2016 com o grande objetivo de contribuir ativamente para o desenvolvimento seguro, eficiente e sustentado do setor das aeronaves não tripuladas (vulgo drones).

Este desenvolvimento tem de ser, necessariamente, acompanhado por uma integração fluida e não disruptiva dos drones na partilha de espaço aéreo com as demais aeronaves, o que possibilita uma evolução do sistema de aviação civil tal como o conhecemos.

Ainda que não possamos antever o que o futuro reserva, quanto à utilização de drones, agimos com a convicção de que a melhor maneira de prever o futuro é criá-lo, pelo que chamamos todos os stakeholders a contribuir ativa e construtivamente junto da Associação.

A APANT é a plataforma de referência, com reconhecimento nacional e internacional, agregadora de todos os intervenientes do setor. A força da Associação resulta do valor coletivo dos contributos dos seus associados, que será sempre superior à soma da expressividade individual de cada um – algo que irá acrescentar valor, tanto aos seus associados, como ao setor.

A atuação da APANT assenta em cinco valores elementares, que a norteiam: as ações desenvolvidas e as posições assumidas resultam da análise e de estudos internos, com o objetivo de melhor prosseguir a sua missão que serve os interesses comuns do setor (Autonomia na atuação). Adicionalmente, a APANT pretende, por um lado, dar resposta às necessidades diárias dos seus associados, apostando na interação dinâmica com estes e funcionando como interlocutor na sua ligação às organizações pertinentes (Proximidade), e, por outro, cultivar uma postura de aprendizagem e de melhoria contínua, robustecedora da nossa capacidade de fazer face aos desafios desta indústria em constante mutação (Adaptabilidade). Estes objetivos serão melhor atingidos por uma entidade inovadora, dinâmica, proativa, cooperante e diligente (Nova postura), cuja atuação é pautada pela abertura e clareza, tanto no que respeita ao relacionamento com os seus associados, como nas posições por si assumidas (Transparência).

Convido todas as pessoas, individuais ou coletivas, direta ou indiretamente relacionadas com as atividades comerciais, de investigação e desenvolvimento, de lazer e desportivas relacionadas com drones, a integrar este desafiante projeto que é a Associação Portuguesa das Aeronaves Não Tripuladas.

Aproveito a oportunidade para desejar a todos um Feliz Natal e que 2017 seja um ano positivo para a comunidade das aeronaves não tripuladas, com a entrada em vigor do novo regulamento da Autoridade Nacional de Aviação Civil sobre as condições de operação destas aeronaves.

Sejam bem-vindos a bordo!