By
 In news

Celebrou-se em Lisboa na quinta-feira dia 28 a segunda edição da conferência internacional dos utilizadores de espaço aéreo organizada pela NAV Portugal que contou, pela primeira vez, com um painel dedicado às aeronaves não tripuladas.

A APANT, enquanto entidade de referência para o sector das aeronaves não tripuladas em Portuga, foi convidada a participar com a apresentação de uma temática que teve um grande interesse por todos os participantes: Sense & Avoid: a primary step for airspace integration. Prospects in Portugal.

A apresentação foi realizada pelo vogal da Direção da APANT, Engº João Gomes Mota. Para além de associado-fundador da APANT, João Gomes-Mota é CEO da empresa Albatroz Engenharia, uma empresa privada que desenvolve soluções nas áreas da robótica, aeronáutica, software, mecânica e eletrónica, com vasta experiência no âmbito das aeronaves não tripuladas de asa fixa, rotativa ou dirigíveis.

A apresentação fez destaque da implementação do conceito U-Space que permitirá qualquer tipo de operação em todas as classes de espaço aéreo e em todo tipo de cenários, incluindo os mais congestionados. Assim que este conceito estiver totalmente implementado, com a maturidade do Sense & Avoid, será possível que um maior número de aeronaves não tripuladas – hoje em dia restringidas ou proibidas – e tripuladas possam coexistir de forma segura, eficiente e sustentada no espaço aéreo europeu.

A temática das avaliações do risco (risk assessment) foi também tema de debate, sendo que o factor tecnológico vai ter um grande protagonismo neste sentido com uma facilitação da minimização do risco associado a muitas das operações.

Dos desenvolvimentos realizados em Portugal a Albatroz Engenharia demonstrou a viabilidade de deteção à distância de drones em colaboração com o Aeródromo de Castelo Branco. Este trabalho foi realizado pela equipa da Albatroz com a colaboração especial de um aluno de Engª Aeroespacial do Instituto Superior Técnico/Ulisboa e o apoio técnico e logístico do Aeródromo de Castelo Branco e surge na esteira de dois outros estágios iniciados em 2017 com alunos do IST/ULisboa e da Universidade da Beira Interior.

No fim da apresentação a APANT destacou as privilegiadas condições de Portugal para servir de centro de testes e de Excelência no desenvolvimento e investigação dos programas tecnológicos associados à implementação do conceito U-Space.

A APANT partilhou o seu painel com o Andrew Hately do EUROCONTROL,que apresentou o projeto CORUS e o conceito de operações U-Space, e com o Henk Hesselink do Royal Netherlands Aerospace Centre com o tema da apresentação “VUTURA – drone demonstrations in complex environments”.

A APANT agradece o convite realizado pela NAV Portugal e felicita pelo sucesso da conferência e manifesta total disponibilidade para uma colaboração conjunta com o prestador de serviços de navegação aérea português com o objetivo de trabalhar no sentido da integração segura das aeronaves não tripuladas no espaço aéreo português.